Pesquisar neste blog

sábado, 26 de maio de 2018

Carvão ativado na filtragem de lagos Ornamentais - Precisa?

Bom o artigo abaixo foi retirado da Aquarium USA de 1995 e fala a respeito do uso de carvão em aquários, mais podemos considerar suas propriedades também para uso em lagos de jardim. Boa leitura!!!

Não há uma resposta exata para a questão: carvão ativado é bom ou ruim para um aquário ? 
É um assunto polêmico. Veja algumas informações do que realmente o carvão ativado faz.
Mito 1: Todos os carvões ativados granulares são a mesma coisa. 
Existe um pensamento entre hobistas que todos os carvões ativados são a mesma coisa. Assumindo que seja verdade, podemos comprar prestando atenção simplesmente no preço. Um outro grupo de aquaristas acredita que quanto mais caro seja o carvão, melhor a sua qualidade. As duas proposições são falsas. 
Existem quatro elementos comuns que são utilizados para fazer carvão ativado. Estes elementos base são: "bituminous coal", "lignite", "peat", e "coconut shells". 
O carvão ativado feito do "bituminous coal" é o mais eficiente para utilização em aquários. Ele contém uma grande gama 
de tamanhos de poro e assim pode remover uma grande gama de poluentes orgânicos. O tamanho do poro é importante pois determina o tamanho das combinações orgânicas que o carvão pode remover. 
Um carvão ativado pode ter uma grande superfície para adsorver poluentes, porém esta área pode não ser utilizável se as combinações orgânicas a ser removidas forem muito grandes para os poros. Este é o caso do carvão produzido com "coconut shell". A estrutura deste carvão tem um grande número de poros muito pequenos, e se a maioria dos poluentes orgânicos da água for maior que estes poros o carvão será ineficiente. Isto elimina qualquer benefício de uma grande área porosa. 
O carvão baseado em "lignite" tem o problema oposto do carvão de "coconut". Tem poros grandes o suficiente para moléculas orgânicas comuns, mas isto resulta em uma superfície total reduzida. Para remover a mesma quantidade de poluentes orgânicos é necessário mais carvão de "lignite" do que carvão de "bituminous coal". 
Não devemos comprar um carvão somente baseados em sua superfície de contato. Devemos ler o rótulo e determinar o 
tipo de material de base. Não devemos pagar mais por carvão "pré lavado" ou de "grau marinho". Um carvão de qualidade funcionará bem em água doce e salgada. 
O preço não é indicativo da qualidade do carvão. O tamanho também não é um indicador de eficiência. Um carvão com grânulos pequenos não tem mais superfície (mais poros) que um carvão com grânulos maiores. A razão para isto é que a área dos poros interna, não a área externa do grânulo, determina a superfície total. O carvão menor trabalhará mais rapidamente que carvão maior, mas não removerá mais poluentes. 

Mito 2: Carvão ativado remove os elementos traço benéficos da água. 
Muitas pessoas não utilizam carvão pois acreditam que ele removerá os elementos traço benéficos da água. É verdade 
que o carvão removerá certos elementos traço sob certas condições. Porém esta afirmação é diferente de afirmarmos: carvão ativado sempre remove os elementos traços benéficos da água. 
A capacidade do carvão para remover um elemento traço particular depende do pH da água, da concentração do elemento, do "estado" do elemento entre outros. Alguns elementos existem em muitas formas (estados) na água. Por exemplo, ferro existe em "estado" férrico ou ferroso. O carvão não retira ferro no estado ferroso e somente no estado férrico (pouco). 
O pH é importante porque determina a solubilidade dos elementos. Estudos mostraram que o pH devem estar 
abaixo de 4 ou acima 10 para que o carvão absorva muitos elementos. 
Abaixo segue o demonstrativo da eficiência do carvão para determinados agentes, lembrando que poucos serão aceitos em aquários, mesmo que o carvão possa retira-los posteriormente.:

Muito BomBomPoucoNenhum
AntimonioÁcido AcéticoCobre (se complexo)Alcalinidade
ArsênioCobaltoFerro (Fe3+)Amônia
AlvejantesDetergentesNíquelBário
CloraminasSulfito de HidrogênioTitânioCádmio
CloroMercúrioDiôxido de Carbono 
CromoOzônioCobre
TinturasPermanganato de PotássioDureza
Peróxido de HidrogênioSabãoFerro (Fe2+)
InseticidasSolventesLime
PesticidasVinagreManganês
ZircônioMolibdênio
Nitrato
Selênio
Tungstênio
Zinco
Nota: Os elementos básicos do Carvão citados acima, são facilmente encontrados em embalagens de Carvão Americanos como o GTA ou Coralife 
Baseado no artigo "Mitos de filtragem em aquários e Química da água", inicialmente publicado na revista Aquarium USA - 1995 (por Timothy A. Hovanec - 30 anos de experiência como aquarista, especialista em design de sistemas para aquários, busca de qualidade de água e culturas da água. PhD em biologia pela universidade da Califórnia).